Aparecida

Município de pequeno porte (35.295 habitantes, 2014), alta densidade demográfica (291,48 habitantes por km2; Estado de São Paulo – 171,92), alta urbanização (98,55%) e discreto predomínio feminino da população, que é idosa em comparação ao Estado e região (14,2% da população). A análise das pirâmides demográficas (Acesse o Infográfico) mostra o acompanhamento da tendência nacional de redução da fecundidade e mortalidade infantil, e aumento da expectativa de vida. A taxa geométrica de crescimento da população de 2010 a 2015 foi baixa(0,20aa), menor do que o Estado e menor do que a Região (0,50aa). A renda per capita (R$ 639,68) é inferior ao valor da região e do Estado (R$ 853,75) e 20,15% dos domicílios, segundo o Censo de 2010, possuíam renda de até 1/2 salário mínimo. A taxa de analfabetismo (3,43%) é menor do que a do Estado (4,33) e menor do que a da região. Esses indices caracterizam o municipio como tendo baixos níveis de riqueza e nível intermediário de longevidade e/ou escolaridade, com IDHM (0,755) inferior à média do Estado (0,783).

(Dados: Fundação Seade, perfil municipal,

consulta em 14 de janeiro de 2015)

Página em construção.
 

PLANEJAMENTO

PLANO DIRETOR

TERRITÓRIO

Uso do solo

CIDADE

LOCALIDADES

CULTURA, IDENTIDADES E CONEXÕES

A religião é o principal marco de identidade dessa cidade, que se autodenomina “a capital da fé”. O Santuário Nacional, basílica construída em 1955 para abrigar a imagem de Nossa Senhora, é o centro espiritual da cidade. A passarela da Fé, que une a Matriz Basílica ao Santuário Nacional, é um exemplo do movimento, da circulação de pessoas vindas dos mais distantes pontos de origem, que marca a Região do Vale do Paraíba e a conecta  ao país e ao mundo.

Em Porto Iguaçu, é possível conhecer a história da origem da cidade, ligada ao encontro da imagem da padroeira por pescadores, no século XVIII. Uma curta navegação apresenta ao visitante um Rio Paraíba do Sul místico e provedor da vida, numa viagem ao tempo em que pescadores e tropeiros construíam suas vidas, habitações e pequenas vilas no entorno das águas.

Nas festas religiosas, a população da cidade aumenta mais de quatro vezes, no dia de Nossa Senhora cerca de 160mil pessoas a visitam. Esse grande movimento traz implicações diretas para o planejamento da saúde na cidade, e a transforma em um grande mosaico cultural. Os romeiros atravessam o Vale e Aparecida pode ser considerada a cidade que originou o Circuito da Fé, roteiro turístico religioso que vem sendo promovido nos últimos anos.