Bananal

Município de pequeno porte (10.382 habitantes, 2014), baixa densidade demográfica (16,84 habitantes por km2; Estado de São Paulo – 171,92), urbanização relativamente baixa (81,79%) em comparação ao Estado de São Paulo (96,2%), discreto predomínio feminino da população, que é idosa em comparação à região e ao Estado (15,8% da população tem 60 anos ou mais, no Estado o percentual é de 13,2%). A análise das pirâmides demográficas (Acesse o infográfico) mostra o acompanhamento da tendência nacional de redução da fecundidade e mortalidade infantil, e aumento da expectativa de vida. A taxa geométrica de crescimento da população de 2010 a 2015 foi de 0,40aa, um crescimento a ritmo mais lento do que a Região e Estado (0,87aa). A renda per capita (R$ 528,97) é inferior ao valor da região e do Estado (R$ 853,75) e 32,5% dos domicílios, segundo o Censo de 2010, possuíam renda de até 1/2 salário mínimo. A taxa de analfabetismo (8,07%) é superior à taxa da Região e do Estado (4,3%). Esses índices caracterizam o município como tendo baixos níveis de riqueza e nível intermediário de longevidade e/ou escolaridade em relação aos demais municípios paulistas, com um IDHM de 0,733 (o IDH do Estado de SP é 0,783). (Dados: Fundação Seade, perfil municipal, consulta em 21 de novembro de 2015)

Página em construção.
 

PLANEJAMENTO

TERRITÓRIO

Uso do solo

CIDADE

LOCALIDADES

CULTURA, IDENTIDADES E CONEXÕES

A criação das Unidades de Conservação mudou a estrutura dos parques nacionais para receber visitantes no Brasil. Em Bananal, a Estação Ecológica da Serra da Bocaina junta a Bananal Histórica (Trilha do Ouro) a sua riqueza atual, a natureza (Trilha da Cachoeira). Saiba mais em http://www.ambiente.sp.gov.br/e-e-bananal.

As identidades das cidades são múltiplas, constantemente recriadas. A riqueza da época colonial de Bananal pode hoje ser vivida e experienciada nas Fazendas, que se transformaram em pousadas e hotéis e recebem visitantes do país e do exterior durante todo o ano. Mais informações no site oficial da prefeitura:  http://www.bananal.sp.gov.br/.

O artesanato brasileiro se expande para o mundo. Em Bananal, a arte sustenta projetos de vida e conecta as mulheres a pontos distantes do Brasil, na exposição em feiras de artesanato, e atravessa os oceanos pelo mercado virtual. Conheça o trabalho da Associação Rendas do Amanhã, uma iniciativa da sociedade civil organizada que “promove a geração de renda, estimula a cidadania e a inclusão social”. Essa é a Bananal de hoje.   http://www.rendasdoamanha.com.br/empresa.