São Bento do Sapucaí

Município de pequeno porte (10.478 habitantes, 2014), baixa densidade demográfica (41,41 habitantes por km2; Estado de São Paulo – 171,92), média urbanização (49,53%), população feminina e masculina em iguais proporções, com índice de envelhecimento (89,20%) bem acima do Estado (64,32%) e Região (61,92%). A análise das pirâmides demográficas (Figura 1) mostra o acompanhamento da tendência nacional de redução da fecundidade e mortalidade infantil, e aumento da expectativa de vida.  A taxa geométrica de crescimento da população de 2010 a 2014 foi quase inexistente (0,03aa) e bem abaixo que a do Estado (0,87 aa) e Região (1,01aa). A renda per capita (R$ 525,47) é inferior ao valor da Região (R$ 742,68) e do Estado (R$ 853,75) e 31,38% dos domicílios, segundo o Censo de 2010, possuíam renda de até 1/2 salário mínimo. A taxa de analfabetismo (8,45%) é maior do que a do Estado (4,33) e maior do que a da região (4,01%).  Esses índices caracterizam o município como tendo baixos níveis de riqueza e indicadores sociais menos favoráveis, o que pode se refletir no acesso e organização da rede de saúde. Segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), o município não possui mamógrafos, nem na rede privada.

Página em construção.
 

PLANEJAMENTO

TERRITÓRIO

Uso do solo

CIDADE

LOCALIDADES

CULTURA, IDENTIDADES E CONEXÕES

Construída por escravos em 1853, com paredes feitas em taipa de pilão, com o diferencial de que ao invés de bambu, como a maioria das construções em pau-a-pique, utilizaram-se madeiras de lei, presas com pregos antigos, de cabeça chata, o que deixa a construção extremamente sólida. A igreja Matriz é a única construção de taipa de pilão existente no município. o que está exposto em uma das colunas da igreja. A visitação merece uma parada na fenda aberta pelo padre Robson, demonstrando a parede interna de pau-a-pique.

Fonte: http://www.saobentodosapucai.com.br/igrejas/

Desde o ano de 2010, o complexo rochoso da Pedra do Baú foi instituído Monumento Natural Estadual, com gestão compartilhada entre o município de São Bento do Sapucaí – gestão municipal, por sua localização geográfica – e pela Fundação Florestal – gestão estadual.
Fonte: https://www.saobentodosapucai.sp.gov.br/site/historia-pedra-do-bau/