São José dos Campos

Município de grande porte (663.632 habitantes, 2014), alta densidade demográfica (603.63 habitantes/km2; Estado de São Paulo – 171,92), alto grau de urbanização (97,97%) e discreto predomínio feminino da população, que é jovem em comparação ao Estado e região. A análise das pirâmides demográficas (Acesse o Infográfico) mostra o acompanhamento da tendência nacional de redução da fecundidade e mortalidade infantil, e aumento da expectativa de vida. A taxa geométrica de crescimento da população de 2010 a 2014 foi positiva (1,34aa), maior do que o Estado (0,87) e a Região (1,16). A renda per capita (R$ 955,77) é superior à renda da Região e do Estado (853,75) e 15,59% dos domicílios, segundo o Censo de 2010, possuíam renda de até ½ salário mínimo. A taxa de analfabetismo (2,96%) é menor do que a do Estado (4,33%) e do que a da Região (3,52%).
Esses índices caracterizam o município como tendo altos níveis de riqueza e bons indicadores sociais, o que deveria se refletir em bom acesso e organização da rede de saúde. A população é jovem e cresce o que implica em demandas também crescentes para a rede de serviços de saúde.

(Dados: Fundação Seade, perfil municipal, consulta em 07 de Outubro de 2014)

Página em construção.
 

PLANEJAMENTO

TERRITÓRIO

Uso do solo

CIDADE

LOCALIDADES

CULTURA, IDENTIDADES E CONEXÕES

logo-lugares-da-cultura.png

Plataforma livre, gratuita e colaborativa de mapeamento cultural de São José dos Campos. Todo(a) cidadão e cidadã pode contribuir com a plataforma inserindo dados sobre sua atividade e produção cultural. Esta ferramenta é operacionalizada pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo e pela Prefeitura Municipal de São José dos Campos.

Fonte: http://lugaresdacultura.org.br/

Pró-Memória

O Núcleo de Pesquisa Pró-Memória São José dos Campos visa a divulgação e democratização do acervo arquivístico e iconográfico do município, considerando a necessidade de preservar e valorizar sua memória.

Fonte: http://www.camarasjc.sp.gov.br/promemoria/

CEHVAP

CEHVAP

Centro de História e Memória da UNIVAP (CEHVAP)

O CEHVAP começou suas atividades em agosto de 2011, sob a coordenação das professoras Dr.ª Maria Aparecida Papali e Dr.ª Valéria Zanetti. O projeto funcionou provisoriamente no Laboratório de Pesquisa e Documentação Histórica, no IP&D, até que fosse realizada a estruturação física de um novo espaço no Bloco 05 no Campus Urbanova, onde atualmente encontra-se em funcionamento o Centro de História e Memória da UNIVAP/FVE (CEHVAP), como passou a ser chamado.

 

O CEHVAP tem como uma de suas premissas a gestão documental e a reconstrução do processo histórico da criação da FVE (Fundação Valeparaibana de Ensino) e da Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), sua mantida. Tem-se como objetivo as transformações ocorridas ao longo de seu trajeto, como o surgimento das faculdades e o reconhecimento pelo Ministério da Educação (Portaria n° 510 de 1º de abril de 1992), bem como o status de universidade . Por fim, é do interesse do CEHVAP rastrear a documentação produzida ao longo de sua história e recolher memórias de pessoas envolvidas com essa história. A partir da conservação da memória institucional há a possibilidade de contextualizar vivências e trajetórias. Essa história é permitida por meio de documentos produzidos pela instituição e pelas memórias, recolhidas oralmente. 

Fonte: https://www.univap.br/universidade/nossos-diferenciais/memoria-univap/jornal-do-cehvap.html